segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Carpe Diem





Só quero fazer uma desabafo. 

Toda minha vida foi muito correta, mãe boa que me protegia demais, não me permitia sair muito de casa, escola concluída com facilidade, direto pra faculdade com 18 anos, formado aos 21, com 23 comecei a estudar pra concurso, e já em 2014 passei em um concurso com salário superior à 10k, onde estou agora, com ap próprio, carro de mais de 100k (chimpisse, mas ok). Tive minha fase de ir pro mundo e festas, pegar mulheres, namorei uma vez, com 21 anos, mas foi pouco tempo, uns 8 meses, não tenho muita dificuldade com mulheres, pra pegar ao menos não, mas não consigo manter por muito tempo. Porém sempre fui uma pessoa introvertida, e que sem estar bebendo sou chato, falo pouco, tenho dificuldade de me entrosar. 

Nos último 3 anos eu passei "neutro", sem ter nenhum sentimento de paixão por mulher, ou solidão, porém de uns 4 meses pra cá, quando me mudei e passei a morar sozinho e quando fui chamado nesse órgão onde passei no concurso em 2014, comecei a me sentir muito carente, solitário, me apaixonando por qualquer mulher que me desse a mínima atenção. É como se a minha vida estivesse quase que 100% definida, sinto como quando se zera um jogo, depois perde a graça continuar jogando.

Em janeiro de 2018 conheci uma mulher, 26 anos. O jeito que ela me olhava me cativou, muito simpática, era uma moça cheia de vida, viaja bastante, tem vários amigos, não tem dificuldade de conhecer pessoas novas, está sempre de bem com a vida, me contou de várias vezes que simplesmente viajou sozinha, fica em hostel, cheia de histórias pra contar, pode até não ter dinheiro, mas nada prende ela no lugar ou pessoa, ela é a definição perfeita de Carpe Diem. O instagram dela é cheio de fotos em lugares diferentes e com pessoas diferentes. A relação que mantive com ela não faz diferença, transamos algumas vezes e nem foi tão bom, não tenho nenhuma intenção de ter algo com ela nem estou apaixonado.

Eu nunca gostei desse estilo de vida, pois nossa juventude dura pouco e depois dos trinta já não é mais sustentável viver assim, e o que sobra é trabalhar em subempregos e passar dificuldade até o resto da vida, ou dependendo dos outros e sofrendo humilhações.

Porém convivendo com essa menina, acabei comparando com minha vida e ficando muito mal. Logo ela largará tudo na minha cidade e vai morar na Europa com um cara que ela mal conhece, e se não der certo ela volta e azar. E eu fiquei pensando, eu vou passar o resto da vida aqui, na mesma cidade que nasci, no máximo tirando algumas férias uma vez por ano, fazendo todos os dias as mesmas coisas, vendo as mesmas pessoas, assistindo algumas séries bostas, fazendo academia, indo nos mesmo lugares pra beber fim de semana, com as mesmas pessoas.

Eu sei que eu deveria estar feliz com a minha situação, um trabalho fácil que paga muito bem, ap próprio, carro bom, boa família, bons amigos, mas não estou feliz. Será que uma namorada me ajudaria a me tirar da rotina e da "depressão", ou talvez alguns hobbies pra ocupar minha cabeça?

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Atualização Patrimônio Financeiro JAN/18

Rentabilidade Mensal: 0,07%
Rentabilidade Anual: 0,07%
Rentabilidade Histórica: 5,98%
Aporte: R$ 4.000,00





Provavelmente terei meses difíceis pela frente, sem aporte e talvez até com retiradas, mas não quero abdicar completamente o hoje por algo incerto no futuro.



Carteira




Comprei 4 mil em bitcoins, aproveitei a baixa, mas acabou caindo mais, mas por enquanto estou mantendo. SE precisar retirar em fevereiro, tirarei dos bitcoins.

Renda Variável chegou em 83%, mais ou menos como eu havia projetado.

Renda Passiva

Alcancei a marca de 100 reais de renda passiva com a última compra de FIGS11. 

Vida Pessoal e mês bizarro

Um dos meses mais estranhos, se não o mais, da minha vida. Diversas coisas bizarras e únicas na minha vida aconteceram esse mês.

Carro novo

Troquei meu carro popular de 2009 por um carro foda, de uma das 3 grandes alemãs, um esportivo de mais de 200cv, um carro que chama a atenção. Fui extremamente chimpa porra loka precipitado, claro que dei o meu antigo mais uma grana de entrada e sabia que poderia pagar o financiamento, mas foi precipitado. Peguei pra ostentar mesmo, isso é a carência de beta, mas fazer o que, o carro é uma nave que atinge 100km/h em 6,2 segundos, muita emoção dirigir. Quero comer umas interesseiras por ai.

Mulheres

Já havia comentado que estava conversando com uma estagiária do trabalho, mas eu estava pessimista, porém a coisa funcionou e peguei ela algumas vezes. Como nem tudo são flores, após alguns dias os problemas começaram a aparecer, ela quer namorar, logo, faz joguinhos, é muito nova, logo, mais joguinhos e briguinhas toscas, ela é mega popular e tá sempre fazendo algo com os amigos e nunca tem tempo pra nada, em 3 semanas ficando com ela eu sai com ela umas 3 vezes, praticamente sou um amigay que fica conversando por whats. A coisa não tem nenhum futuro, mas devido a minha carência eu acabo aceitando e levando apenas pra suprir um pouco a carência e de vez em quando dar uns beijos. 

Outra mina que apareceu. Fui num puteiro, sim, kkkk, e la eu comi uma puta, era a primeira vez dela tanto que ela nem pediu pra eu tomar banho. Acabei pegando contato e saindo com ela, mas não comi nem nada. Mais um exemplo das merdas que beta faz por carência, mas essa meu foco era comer, porque ela é bem gostosa, e esquecer a estagiária. Mas não vingou, a mina trabalha no horário da tarde e noite, impossível sair com ela. Continuo tentando igual a estagiária, apenas pra melhorar um pouco minha autoestima.

Como se pode ver, nenhuma delas tem futuro, mas como estou carente, acabo topando qualquer coisa e não consigo dizer não, terminar, fico mal quando da alguma merda e já trato de correr atrás pra ir levando pegando de vez em quando.

Mês de chimpa e deprê

Não fiz controle do meu orçamento esse mês, gastei tudo que ganhei no mês, parei de ler, comecei a academia, fiz gastos desnecessários de chimpa. Isso tudo é devido a carência e solidão, por ainda não estar acostumado a morar sozinho. Ando enjoado das mesmas pessoas, de ficar em casa, quero sair, conhecer pessoas, fazer coisas nova e isso não deve passar tão cedo pelo jeito, pretendo comer uma GP esse mês pra ver se passa um pouco isso, e ir no club de poker. O violão não está ajudando muito, pois acabo pegando ele e ficando uns 10 minutos e já parando, precisaria de uma rotina diária rigorosa, como uns 40 minutos seguindo as apostilas e repetindo diversas vezes os exercícios e musicas, mas tá difícil por em prática. A academia e a corrida na praça estão ajudando, tanto pra dormir como com a minha disposição durante o dia, e também pra ocupar minha cabeça e tempo. Outra coisa que está ajudando é o horário de verão no trabalho, trabalho de terça a quinta uma hora a mais pra sair mais cedo na sexta, pra mim é perfeito pois sexta eu viajo pra praia e nos outros dias eu chego em casa quase de noite, vou correr, comer, tomar banho, ver uma série e aí já foi o dia, preciso ocupar todo tempo livre.

Não consigo entender essa fase deprê. No emprego anterior, fiquei pouco mais de 3 anos, e nunca senti isso, não sentia esse vazio existencial. Não sei se é por ter ido morar sozinho ou pelo emprego novo e cair novamente em paixonites. O fato é que preciso de Hobbies, preciso ocupar minha cabeça, manter algumas mulheres na reserva.

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Atualização Patrimônio Financeiro DEZ/17

Rentabilidade Mensal: 2,39%
Rentabilidade Anual: 6,81%
Rentabilidade Anual Corrigida pela inflação prévia de 2,94% (IPCA-15): 3,76%
Aporte: R$ 3.720,00




Fecho o ano com 27k de patrimônio e com todo foco pra 2018. O mês foi bom tanto no aporte como na economia que me permitiu recuperar valor de outubro.

Carteira





Esse mês comprei 30 cotas de FIGS11, que tem boa rentabilidade. Comprei também 1000 reais de BTC. Cheguei a 81% em Renda Variável, uma carteira agressiva, mas nem tanto, e bem diversificada.

Renda Passiva



Maior renda passiva do ano, e deve se manter nesse valor de dezembro em janeiro de 2018, pois terei FIGS11 pra compensar o ganho da CMIG4 de dezembro. Em breve passarei os 100 reais por mês em renda passiva.

Recesso

Estive de recesso nos últimos dias por isso o post ficou pequeno, mas gostaria de tecer alguns comentários desse período. Estou na praia, porém o tempo não ajudou, dando apenas uns 4 dias de praia, maioria dos dias nublado e com chuva, o que me faz entender os níveis de suicídio de países com pouco sol. Outro ponto que piorou minha fase depressiva, que já fiz um posto em novembro, ando muito carente, pensando constantemente que eu deveria arranjar uma namorada, nem que não seja a certa, já fiz isso há uns anos atrás, namorei por uns meses apenas pela carência. Porém diferente de outros tempos, consegui trovar várias garotas tendo certa reciprocidade e até garantindo algo pra volta do recesso, porém acho que sou muito ciumento, não no modo de agir, consigo agir com naturalidade e frieza, porém por dentro estou puto da cara, apenas com a garota que eu estar conversando postar fotos em balada, isso é a carência, preciso começar a pegar umas mulheres e manter por certo tempo pra passar essa carência. No último dia do trabalho antes do recesso, logo após o expediente, uma estagiária me add no face, aceitei e depois de algumas horas comecei a conversar, e por incrível que pareça ela gosta de mim, me acha bonito, isso ajudou muito na minha auto-estima, porém estou durante todo recesso com a mente fudida por causa dela, primeiro por ela ser muito nova e eu saber que isso é só uma empolgação, coisa de jovens, ela não gosta realmente de mim, e também por ser colega de trabalho, o que pode ser muito arriscado, e eu posso me apaixonar, e ai pra trabalhar todos os dias vendo ela seria terrível, não sei se pego ou não, mas vou esperar a volta do trabalho pra ver como vai ser, é muito tempo de recesso e nos últimos dias eu nem falei com ela, talvez já tenha passado a fase da empolgação e posso me foder se chegar. Também estou conversando com uma antiga colega de trabalho de outra empresa para me apresentar umas amigas. Estou otimista com 2018, porém com o pé no chão.

Abraço.

domingo, 17 de dezembro de 2017

2017 e as conquistas

O fim de 2017 chegou. Chegou a hora de ver as conquistas, pontos positivos, falhas, metas pro ano que vem, enfim, uma autoavaliação.

Como meu blog começou ainda em 2017, uma primeira conquista, não estipulei metas, porém tenho metas minhas ainda do ano passado e também que estipulei ainda esse ano, algumas inclusive divulguei aqui no blog.

Dividirei a análise em tópicos com base na Pirâmide de Maslow, muito boa pra entender se as necessidades, desde as mais básicas até as mais complicadas, estão sendo supridas e quão longe estou da felicidade, apesar de entender que felicidade só se alcança a partir de "completar" a pirâmide e outros aspectos subjetivos, como por exemplo a comparação com outras pessoas, que hoje em dia é inevitável e muda muito conforme o ambiente que se vive, e sua mentalidade e genética, enfim, acho muito complexo e subjetivo esse assunto e não é o foco aqui, apenas uma pincelada.


Finanças

O foco principal do blog, as finanças, e vejam que nem se encontra na pirâmide, pois foi desmembrado em vários aspectos, pois dinheiro supre a maioria das necessidades do ser humano.

Os itens "comida", "água", "recursos", metade de "saúde" e "propriedade" são DIRETAMENTE ligados e dependentes do dinheiro. Tendo dinheiro você terá tudo isso. Outros itens são indiretamente ligados ao dinheiro, "como respeito dos outros", "sono", "auto-estima", "confiança", "emprego" e outros, mas deixaremos pra analisar depois.

Até ano passado eu não economizava e investia o dinheiro, vivia como o típico brasileiro chimpa gastador, apesar de ganhar pouco (apesar de comprar meu ap, que futuramente pode vir a se tornar um investimento se eu colocar pra alugar ou vender). Porém venho de família de classe média pra alta, logo nunca passei dificuldade, porém como esse ano sai de casa, agora só posso contar comigo mesmo e preciso de responsabilidade. Como podemos ver no blog, consegui guardar, até novembro, 24k, e mais uns 10k na poupança pra emergências e oportunidades de investimentos.

Óbvio que o objetivo é a IF, mas analisando o momento, fico feliz com minha atual situação financeira, ganhando um bom salário, boa poupança de emergência e uns 27k acumulados pra IF.

Essa condição de vida me possibilita viver uma vida muito confortável. Se eu quiser praticar um novo hobbie, tenho dinheiro pra isso, caso queira viajar, tenho dinheiro pra isso, uma roupa nova, basta comprar, quero conhecer um restaurante bacana, sem problema, uma festa de burguês, bora. Tudo isso de imediato, sem ter que guardar por meses, sem peso na consciência, apenas tendo um planejamento e controle financeiro mensal. Aliás, esse mês voltei a tocar violão, fui na loja e comprei o violão novo, cordas, capa do violão, palheta, paguei no débito e no mesmo dia já estava tocando, muito empolgado e sem comprometer meu orçamento, isso é muito gratificante.

Profissional

Minha vida profissional está completa, tenho um serviço público que paga um salário acima de 10k, sem stress, podendo futuramente trabalhar em casa, ambiente tranquilo. O único porém são os problemas do serviço público, burocracia, sem inovação, sem espaço para criar algo, isso pode me afetar e até dar uma depressão futuramente, mas as vezes acho que tenho um perfil acomodado que serve bem para a adm. pública. Por enquanto está ótima essa parte da minha vida.

O profissional afeta indiretamente todos os itens citados anteriormente na parte das finanças, pois o profissional que me traz dinheiro. Diretamente está relacionado aos itens "emprego", "conquista", "auto-estima", "respeito dos outros".

Corpo e Saúde

Somente no final do ano que coloquei em prática atividade física (corrida) e dieta (low-carb). Logo, nesse aspecto estou bem ruim, barriga de cerveja, 85kg (após as corridas e dieta low-carb por pouco mais de um mês já perdi 10 kg, estou 75, não exite desculpa) com 1,77, sem fôlego pra jogar futebol, nenhuma camisa esconde a barriga, calças apertadas, tá f***. Esse item é uma meta para 2018, seguir com as corridas diárias na praça e começar uma academia, junto com suplementação e seguir a dieta. Estou bem focado, quando começo, entrou com tudo, já tenho experiência com exercício físico e dieta, então não tive problemas, e como o mais difícil é começar, agora que já estou na rotina, vou seguir forte pra ter um shape bom ano que vem.

Mencionei metade do item "saúde" da tabela na parte de finanças, pois dinheiro é sim metade da saúde, pois pago um plano de saúde, tenho boa alimentação, boa higiene, bom sono, e diversos outros aspectos. Outros itens diretamente ligados são "homeostase", "sono", "respiração", "excreção", "segurança do corpo"

Obs.: Vou continuar tomando a ceva de sempre, essas dietas extremistas não são pra mim, cortar isso seria prejudicar a parte social da minha vida.

Amigos,  Social e Família

Tenho 3 amigos das antigas que preservo, o resto são colegas. A parte social da minha vida é o que vêm meu causando mais preocupação. Sou introvertido, com pouca energia social, caseiro, tenho dificuldade de me enturmar (cerveja ajuda muito), e por ter poucos amigos, acabo não conhecendo gente nova, as vezes bate uma depressão na sexta por saber que não farei nada legal no final de semana enquanto todo mundo esta se divertindo.

Em dezembro sai bastante, conheci bastante gente, mas ainda assim, preciso investir mais nesse aspecto, tenho que sair mais, aceitar convites, ficar menos em casa, investir mais nas pessoas próximas, praticar atividades em grupos, como futebol, happy hours,...

Em relação à minha famílis não tenho problemas, tenho uma boa família, nos reunimos bastante, se ajudamos, sem grandes problemas.

Nesse item temos os aspectos "amizades" e "família".

Vida amorosa e sexual

Já fiz um posto em novembro sobre esse aspecto, junto com o social, são as partes da minha vida que ainda preciso evoluir muito. Minha auto-estima é uma bosta, nos últimos 2 anos, eu parei de correr atrás de mulher, não trovo, não entro em apps. Acho que isso é um pouco por medo de tocos, por orgulho. Fato é que esse ano, devo ter pego uma que já vinha pegando de 2017 e uma em dezembro pra salvar ano, bem bonita por sinal, que melhorou um pouco minha auto-estima. Acredito que eu deva meter mais a cara, trovar, ir pro mundo e falar mais com mulheres, até por que acho, e várias já me falaram, que sou bonito, devo diminuir meu orgulho.

Por estar há mais de 5 anos sem namorar, e ter namorado pouco ao longo da vida, já estou acostumado com a vida de solteiro, porém acredito que esteja na hora de arranjar uma namorada, nem que seja algo não muito sério. Ultimamente tem me dado um vazio, parece que falta algo.

Em relação a esse item, temos "sexo", "intimidade sexual" e indiretamente "auto-estima" e "confiança".

Espiritualidade

"Propensão humana a buscar significado para a vida por meio de conceitos que transcendem o tangível, à procura de um sentido de conexão com algo maior que si próprio" (http://www.scielo.br/pdf/rpc/v34s1/a12v34s1.pdf)

Nesse aspecto, estão as atividade de lazer, hobbies, leitura, musica, enfim, coisas que faço no meu tempo livre, do qual não espero algo em troca, não espero prazer instantâneo, faço apenas pra dar algum sentido nessa existência terrena. Não sou religioso, nem espírita, nem nada do tipo, sou ateu, até por isso preciso ainda mais buscar outras atividades nesse sentido.

Livros

Criei uma planilha no início do ano para controle de livros lidos e do ritmo. Li 50 livros, dos mais variados estilos, complexidades, tamanhos.

Violão

Voltei a tocar violão, depois de mais de 10 anos sem tocar, ainda tenho minhas apostilas da época que fazia aula de violão clássico, porém preciso de mais disciplina para seguir as apostilas desde o começo, pois acabo pulando os exercícios, ou indo procurar alguma musica na internet.

Futebol

Aqui falo de acompanhar pela TV e estádio. Para é uma fuga da realidade triste de rotina de trabalho, humilhações, sendo desprezado por mulheres. Quando estou na função do futebol, tomando uma cervejinha, conversando bobagem, discutindo táticas e jogadores, parece que a vida se torna mais simples, mais prazerosa, sem tanto stress.

Realização Pessoal

São aspectos subjetivos difíceis de avaliar, mas acredito que estou bem em todos quesitos.

Conclusão

Foi o melhor ano da minha, a conquista do emprego, a mudança pro meu ap, o blog, voltando às atividades físicas, muitos livros lidos, voltando a tocar violão, os aportes e investimentos.
Como meta para esse ano, pretendo trocar de carro, algo muito debatido na finansfera, mas acredito que é um mal necessários, continuar melhorando nos aspectos já citados. Focar na parte social, sair mais, conhecer gente nova, pegar mais mulheres.

Abraço e boas festas a todos.

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Atualização Patrimônio Financeiro NOV/17

Rentabilidade Mensal: 3,46%
Rentabilidade Anual: 5,04%
Aporte: R$ 5.294,25


 


Esse foi o mês que fiz meu maior aporte, passei dos 20k e com moral boa pra continuar aportando valores altos, até por que em dezembro tem o 13º, então poderei aportar bastante. O gráfico mostra a importância de se aportar muito no começo, e depois dos 200k, o próprio rendimento, nosso querido juros composto, trata de manter sempre os aportes altos e liberar um pouco meu salário.

Aliás, quem sabe eu não chegue nesses 200k até os 30 anos, difícil, mas não impossível, e ai eu ainda seria jovem, bem encaminhado na IF, e podendo gastar mais do meu salário com viagens, roupas, putas, carros, enfim, apenas divagações.

Carteira




Esse mês aproveitei a subscrição da MFII11 e comprei 30 cotas por 110 reais cada, porém na corretora aparece apenas um nome estranho e as 30 cotas com valor zero, mas irei considerar o valor do MFII11. Comprei também na subscrição um CRI de 1000 reais, assim, aumentei mais o percentual de renda variável, já que cryptomoedas também é renda variável.


Renda Passiva



Renda passiva sempre subindo, esse é o objetivo. Devo chegar próximo aos 350 reais esse ano.


Criptomoedas



Resolvi investir em criptomoedas, comecei investindo 1k em bitcoin pela foxbit, e depois de alguns dias passei todo dinheiro, que já era uns 1150 reais, para o Bittrex, para comprar outras moedas, que serão meu foco. Quero comprar uns 1000 reais por mês (500 por moeda) em diversas moedas de valor pequeno, uns poucos centavos de dólar, ou no máximo uns 20 mil satoshis. Considero isso como um investimento de altíssimo risco, mas com possíveis ganhos também altíssimos, pois algumas pessoas acreditam que a qualquer momento algumas criptomoedas podem apresentar ganhos de mais de 1000%, como aliás já aconteceu com diversas criptomoedas esse ano. Isso é meio que um sonho, pois comprei esse mês VCASH e Stellar Lumens, as duas valendo menos de um dólar, se qualquer uma dessas duas moedas chegar a valer uns 100 dólares, o que não é nada impossível, eu teria um ganho de no mínimo 100 vezes minha aposta inicial. Não acho que o BTC possa me trazer grandes ganhos como esse, pois hoje já vale +- 25k, alguns falam que pode chegar a 100k, o que representaria um aumenta de 4 vezes no investimento, e como coloco pouco dinheiro nisso, eu não teria grandes ganhos. Acho que ficou claro a minha proposta, que mesmo sendo muito ambiciosa, não é nenhuma loucura.

Todo mês estarei estudando estudando em fóruns para investir em moedas que possam subir. Mês que vem pretendo investir em Waves e ChainLink.

Obs.: Isso eu escrevi no começo do mês, porém acabei comprando tudo em Monero, pois é uma cryptomoeda muito indicada.

Trabalho

Esqueci de comentar um detalhe muito importante sobre o novo trabalho. Depois do estágio probatório de 3 anos, terei a possibilidade de trabalhar em casa. O setor onde trabalho tem essa possibilidade, inclusive vários fazem. Para mim o pior de trabalhar é a perda de tempo, é literalmente vender uma parte da vida, +-10 horas por dia que não estão disponíveis pra pessoa. Trabalhando em casa eu poderia fazer meus horários, morar em outra cidade, passar uns dias sem trabalhar, desde que em outros eu compensasse, viajar sem ter que férias, ou esperar um feriadão. Imagina poder fazer uma viagem para qualquer lugar do mundo durante uns 7-10 dias todos os meses, pois só precisaria de acesso a internet para trabalhar, e poderia trabalhar durante a viagem, assim eu até poderia trabalhar até me aposentar. Ainda é cedo para pensar nisso, mas só de saber que as chances de eu conseguir são grandes já deram uma gás a mais.

Adeus sedentarismo

Eu sou uma pessoa de fases, houve uma época em que eu jogava futebol quase todo dia, e como sempre tive facilidade para engordar, isso me ajudava, porém depois de sair do colégio, faculdade e trabalho, eu parei de jogar, porém ia na academia. Teve uma época que eu era bem focado, tomava whey, malto, hipercalórico. Nunca fui musculoso, nem fit, por ter genética ruim, mas ao menos quando eu botava uma roupa bacana, eu ganhava um ponto na escala /10, porém já faz mais de 3 anos que não faço absolutamente nada, NADA. Antes desse período, eu entrei em uma aposta com colegas de trabalho para ver quem emagrecia mais, eu ganhei com muita facilidade, perdi 16 kg, uns 20% do meu peso, continuei com a barriguinha pois foi algo muito rápido, mas acredito que se eu mantivesse a dieta, eu ficaria magro e sem barriga, que é algo nojento e que afasta qualquer mulher.

Porém não dá mais, não tem mais como eu disfarçar que estou totalmente fora de forma, vou começar a correr na praça e controlar a alimentação, por enquanto não vou fazer academia, apenas uma barra na praça mesmo.

Isso está me atrapalhando muito, minha auto estima está baixíssima, as vezes me pego pensando que é impossível alguma mulher se interessar em mim, ou então que só se interessaria pelo meu dinheiro. Esse ano, se não me falha a memória, eu não trovei nenhuma mulher, talvez tenha saído com uma que já havia saído ano passado, porém eu nem gosto dela, é apenas pra esvaziar o saco, mas se sai com ela esse ano, foi uma ou duas vezes. Eu saio de noite, converso com mulheres normalmente, mas nunca trovo ou tento algo, pois na minha cabeça eu não tenho nenhuma chance. 

Vou começar a correr esse mês, no mínimo umas 3 vezes por semana, o mais difícil é começar, depois que entra na rotina, fica fácil.


É isso, abraço.

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Fase Deprê


Ainda estou um pouco longe dos 30 anos, porém já tenho a vida definida, não preciso me preocupar em estudar mais, em procurar um trabalho melhor, comprar um ap próprio pra sair da casa dos pais, que são os problemas de pessoas da minha idade, exceto por achar uma namorada decente. Esses "problemas" acabam consumindo quase o tempo integral, a pessoa trabalha 8 horas por dia, e de noite vai pra faculdade, MBA, curso, e quando chega o final de semana é um alívio poder descansar e ter um pouco de lazer. A princípio pode parecer que eu tenho a vida perfeita, não tenho essas preocupações, porém, como tudo na vida, tem seu lado bom e lado ruim. Principalmente agora que moro sozinho, venho sentindo um vazio existencial enorme. A sexta feira é o pior dia, pois sei que terei 2 dias pela frente e nada para fazer, exceto visitar os pais, ou sair pra beber sempre com os mesmos 2 ou 3 amigos, parece que todo mundo tem seus programas, vai se divertir, e eu ficarei em casa, vendo a vida passar pela janela.

Há alguns meses atrás entrei na ideia de voltar a jogar, comprei um pc bom e comprei uns games. Passados uns 8 meses, já virei The Witcher 3, GTA V e por último Resident Evil 7 esses dias, ai comecei a procurar outro jogo, porém fiquei pensando, se já to nessa bad, acredito que me viciar em jogos só pioraria minha situação, ficaria na zona de conforto, mais tempo em casa, fazendo algo totalmente improdutivo. Ao menos as corridas na praça vão me ajudar nesse aspecto.

Lembro da época do blog do Pobretão, a maioria era marriage strike, porém os mais conscientes sempre falavam, daqui uns 10 anos, 90% vai estar casado e com filhos devido a pressão social e a carência. O meu problema é a carência, não ligo muito pra pressão social.

Talvez essa fase deprê tenha piorado esse mês por eu estar tendo uma quedinha pela colega de trabalho, isso é uma merda, se apaixonar por colega de setor, ver ela o dia inteiro, e o risco de dar merda é gigante.

Mas por mais que a pessoa pratique hobbies, tenha amigos, parece que falta algo, é quase inevitável acabar se juntando com alguém, porém aí os problemas serão outros.

E quanto ao fato de ir atrás de uma namorada, sempre tive dificuldade nesse aspecto, namorei uma vez na vida durante uns 6 meses e terminei por não ver futuro e ser muito novo. Conseguia pegar umas 5/10 em baladas, algumas poucas vezes peguei umas melhorzinhas, 7/10, por ser apresentado por algum amigo. Depois veio a época do tinder, ai a coisa piorou, eu conseguia sexo com umas 5/10, porém as humilhações eram muitas e larguei total desses apps. Na atual situação, não vou em festas, pois assim como apps, acho muita humilhação pra pegar mulheres inferiores a mim. Talvez o meu grande problema seja o orgulho, não consigo me rebaixar e ficar correndo atrás de mulher em whatsapp, face, instagram e afins. Quando vou falar com elas, sou recebido com respostas monossilábicas, e nunca elas demonstram interesse puxando assunto ou chamando pra fazer algo. Como atualmente só trabalho, tenho alguns poucos amigos das antigas, dificilmente conheço alguém diferente, acredito que a melhor forma de conhecer mulheres é através de grupos de amigos, porém por ser introvertido, também tenho dificuldade em adentrar nesse grupos, também sou muito caseiro, e não adianta só ver as pessoas de vez em quando, deveria ser algo mais periódico, se não a pessoa acaba sendo aquele que é conhecido do grupo, mas nunca é convidado pra nada. Não me considero um cara feio, estranho, antissocial, muitas vezes vejo mulheres me observando e até dando risinhos na rua, normalmente feias, velhas, gordas, mas ainda assim, é um indício de que não sou tão rejeitado assim. O problema disso tudo é que escravocetas elevam o valor da mulher no mercado e tenho um certo nível de exigência, se for ruim prefiro ficar em casa mesmo, mas não é nada exagerado de querer só modelos da Victoria's Secret, só queria uma moça bacana, bonita, que não seja uma vadia, de nível social parecido com o meu, isso não é pedir muito.

E não adianta nada ir em GP, acho até que piora, como o problema é psicológico e não físico, eu me sentiria mal por ter de recorrer a isso.

A vida é feita de fases e devemos saber aproveitar cada uma delas, pra não precisar voltar a elas depois.

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Atualização Patrimônio Financeiro OUT/17

Rentabilidade Mensal: 0,33%
Rentabilidade Anual: 2,01%
Aporte: R$ 3.460,00








Boa sequência de aportes nos últimos meses deu uma boa avançada no meu patrimônio e devo passar facilmente dos 20k ainda esse ano, e aportando mais de 2k por mês, atingindo as duas metas estabelecidas não sei em qual mês, mas que comentei aqui.

Em relação ao valor na poupança da rescisão, ainda mantenho aproximadamente 10k, que não considero como investimento, pois pretendo manter um bom valor na poupança pra emergências, e tirarei dai o valor para aportar mas sempre recompondo, e também pretendo criar uma poupança para trocar de carro, mas isso eu irei explicar e pensar melhor mais pra frente.

Carteira






Esse mês aportei apenas em renda variável, chegando +- aos 75% de RV, porém estou pensando em comprar mais um título do tesouro direto, a vantagem da Renda Fixa, e principalmente a pré-fixada, é que o patrimônio sempre aumenta e fica menos exposto ás cagadas do governo e às crises. 
Aportei em 100 ações da CIEL3 e 1 FII HGLG11.
Com esses aportes grandes e contínuos, já começo a achar minha carteira um pouco diversificada demais, dificultando as análises, talvez eu possa começar a pensar em comprar os títulos que já tenho e sei da qualidade e até mesmo vender alguns ruins, mas isso exige tempo que não está exatamente sobrando. Mas devo colocar isso como meta, analisar melhor minha carteira e traçar um plano, do contrário daqui a pouco terei 100k em uns 50 títulos diferentes.

Renda Passiva




Novidade no blog, a partir de agora passarei a divulgar a renda passiva do mês e a evolução histórica. Tive essa ideia a partir de outros blogs e vai me ajudar muito, já que o objetivo de vida e do blog é a IF e poderei saber a evolução da renda passiva e quão próximo estou de uma IF. As regras são: 

1) Apenas o que eu receber de dividendos, rendimentos de FII, Juros sobre capital próprio, juros de título, enfim, rendimentos periódicos de investimentos, logo, a valorização de título não serão considerados, será basicamente o que for depositado na conta da corretora, e nada de coisas fora dos investimentos, como ganhos do trabalho, pagamentos de empréstimos;

2) Regime de caixa, visto muitas vezes eu comprar um título no fim do mês e receber apenas dois meses depois, o que dificultaria calcular esses valores e também já me preocupando com o futuro onde vou querer saber exatamente quanto estou recebendo por mês e não o mês de competência;

3) Não irei considerar, nessa análise, o valor do investimento, visto eu não estar interessado em quanto eu tenho investido e sim o quanto esse título está rendendo, ou seja contribuindo para a minha IF, não irei fazer relação de porcentagem de rendimento, isso fica pra análise da carteira. 

Vamos à análise de outubro. Comecei a investir em fevereiro, logo o começo dos rendimentos é a partir de março. De cara já é importante ressaltar que houve alterações no título MXRF11, que era outro título, por isso o valor alto em maio. Podemos ver que até agora o melhor título é o MFII11, constante, com rentabilidade boa, posso comprar mais desse. Apenas uma ação pagou dividendos, CMIG4. HGLG11 comprada em outubro, por isso ainda não tive rentabilidade. Podemos ver que tirando o dividendo da CMIG4 e a mudança na MXRF11, o gráfico apresenta uma evolução positiva, em março R$ 24,85 e em outubro R$ 33,70, esperando chegar perto dos 40 reais em novembro, a caminhada é lenta, mas sempre pra frente. Total de R$ 274,69 no ano, valor que foi reinvestido.





Trabalho novo

Após um mês de trabalho efetivo, pois passei umas semanas de treinamento, já posso analisar as atividades, colegas, rotina.
O trabalho público é basicamente a burocracia infernal, muitas vezes as pessoas de fora podem achar que cargos maiores são diferentes, são mais importantes, são mais relevantes, ledo engano, o sistema foi feito para andar sozinho sem sofrer influências de poucas pessoas ou grupos, você é apenas uma peça pequena, executando uma atividade insignificante, burocrática, repetitiva, que qualquer outro faria da mesma forma. Não adianta achar que vai mudar algo, as diversas regra, normas, regulamentos, burocracia, pessoas acostumadas com a rotina te impedem de qualquer mudança, melhoria, criatividade. Pense, por exemplo, em um juiz, basicamente os assessores elaboram as peças, pareceres, ou qualquer outro nome, e ele assina, se não concordar ele manda alterar, mas de qualquer forma, um recurso faz a ação "subir" e ser julgada por outros juízes ou desembargadores. Resumindo, eu faço um trabalho parecido com o desses assessores, um parecer pra outra pessoa assinar, sendo que outro setor do órgão já faz a mesma coisa, na teoria, com outro objetivo, mas é a mesma coisa. É por isso que pessoas entram em depressão, você se sente inútil, mas como tenho um perfil meio acomodado, e já tenho noção desse lado do trabalho público, já assumi há muito tempo que o que importa é o salário no final do mês.

Sou defensor da iniciativa privada, essa foto é ótima pra mostrar que o setor público não produz nada, mas de qualquer forma, a prioridade é o salário, eu que não vou me foder por esse país.


O pessoal e o ambiente de trabalho é tipo de órgão público, sala com uns 20, cada um faz seu horário, pelo que vi têm uns que trabalham por outros, CC's, muita conversa, mas aos poucos vou me enturmando e entrando no ritmo, o que vai aliviar um pouco a rotina de trabalho, que nunca é boa, pois eu gostaria mesmo é de ter esse tempo para mim. Já trabalhei num num lugar parecido como estagiário e depois de um tempo eu acabo me enturmando e até gostando, então acho que isso é questão de tempo.

Beta num raro momento de destaque.


Uma coisa importante a mencionar, dentro desse órgão, tirando os cargos políticos e de concursos de extrema dificuldade, que são umas poucas 20 pessoas, eu tenho o cargo mais alto e de maior salário, quando ando pelo corredor, uso o crachá que identifica isso, já pra analisar a reação das mulheres e principalmente das estagiárias, pois sei que elas saem rápido e não teria problema pra mim. Já percebi uma estagiária do meu setor que fica toda simpática e de sorrisos e que daria pra perdem um tempo com ela, tenho um certo receio com colegas de trabalho, pois sempre existe o risco de dar merda, mas se a coisa for bem escondida, eu não vou deixar de aproveitar.

Experiência no Interior

Comentaram no post anterior que uma cidade de 125k não é uma cidade pequena, e de fato é exatamente isso que eu concluí. As meninas com 14 já se correndo atrás dos vida locas mirins. Isso graças à internet e as redes sociais. Mas de qualquer forma, já havia mencionado que o foco nem era isso, e sim a qualidade de vida, que de fato é brutalmente melhor em qualquer cidade menor em comparação com capitais. Podemos ir pra casa (hotel no meu caso) almoçar, descansar, tirar o sapato apertado e gravata, parece que te renova para mais algumas horas. O trânsito tranquilo não te faz perder 2 horas por dia, 10 por semana, mais de 500 por ano, apenas para o trabalho. O custo de vida muito mais baixo. Pessoas muito mais acolhedoras, educadas, simpáticas, visto você não ser um qualquer entre os milhões.
Enfim, caso esse órgão onde trabalho tivesse vaga nas regionais mais próximas eu pensaria seriamente, existem duas próximas da capital, eu trabalharia em uma dessas e moraria em alguma cidade menor ainda, mas isso é coisa pra se pensar a longo prazo, quem sabe até para curtir a IF.


Por enquanto é só isso, estamos nos aproximando do fim do ano, só mais dois meses, talvez eu faça um post sobre o que alcancei esse ano e as metas pro ano que vem.

Abraço.